• Alana Anijar

4 Princípios da Autoconfiança

A autoconfiança faz parte do Tripé da Autoestima e é o conjunto de atitudes que demonstram o valor que damos a nós mesmas(os).


Hoje, preparei 4 princípios básicos que para lhe ajudar a desenvolver autoconfiança:


1- Ninguém nasce autoconfiante


Toda transformação é uma jornada. Ninguém nasce sabendo. Tudo se aprende. No mundo competitivo e individualista em que vivemos, pode ser muito difícil confiar em si mesma(o), diante de tantas comparações e expectativas vindas de todos os lados.


Por isso, é importante reconhecer que todas(os) estamos construindo autoconfiança, e que essa característica não nos é inata.


Durante o processo, lembre-se de ser gentil consigo mesma, reconhecendo suas falhas e caminho que ainda vem pela frente!


2- Você se torna mais autoconfiante fazendo mais daquilo que lhe faz sentir medo


Nelson Mandela, o político e ativista que liderou a África do Sul no fim do regime de segregação racial (Apartheid), afirmou que “a coragem não é a ausência do medo, mas o triunfo sobre ele”. Mandela foi preso, ameaçado e traído diversas vezes. Em sua jornada para libertar seu país de uma das maiores injustiças da história da humanidade, ele sentiu medo. Mesmo assim, decidiu agir com coragem.




Certamente, sua autoconfiança não nasceu com ele. E, certamente, ele não teria a autoconfiança que precisava para liderar seu país se não superasse seus medos.


Da mesma forma, enfrentar situações que nos fazem sentir medo nos ajuda a desenvolver nossa autoconfiança. Aqueles momentos em que sentimos medo do que os outros irão pensar, como irão reagir, ou medo de não ser boa(bom) o suficiente, são ótimas oportunidades para desenvolver essa qualidade!


3- A autoconfiança se constroi aos poucos


Como já dito, desenvolver autoconfiança é um processo, e processos exigem paciência e perseverança. Assim como ninguém nasce autoconfiante, ninguém constrói autoconfiança da noite para o dia. Assim como flores são plantadas e levam tempo para brotar, a autoconfiança precisa ser regada e cuidada para florescer.


Por isso, valorize seus micropassos. Você verá que, somados, eles lhe levarão muito longe!


4- Tudo bem se sentir desconfortável no processo


Se você topar embarcar na jornada da autoconfiança, entenda desde já que esse processo pode ser desconfortável. Afinal, enfrentar medos e elevar a autoestima para confiar em si mesma nos tiram da nossa zona de conforto. Isso também faz parte do processo!


Quando se sentir assim, lembre-se que o desconforto é o caminho da aprendizagem. É quando expandimos nossas habilidades, nossa mente e nossa forma de agir. Mas cuidado: desconforto demais pode levar a um estresse excessivo. Encontre o equilíbrio que lhe ajude a avançar, mas sem esquecer que esse processo leva tempo e persistência.


Espero que este texto lhe ajude a se tornar mais confiante sobre quem você é e de tudo que é capaz! Se quiser, me conte o que achou nos comentários! :)



863 visualizações1 comentário

Posts recentes

Ver tudo